sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Maior assaltante de banco do Brasil é preso em Feira de Santana

A Polícia Civil prendeu na madrugada desta quarta-feira (14), no município de Feira de Santana, um homem procurado pela polícia em Mato Grosso e suspeito de participação em assaltos a banco em várias partes do país. Segundo a polícia, Lindomar Alves de Almeida, 33 anos faz parte de uma quadrilha caracterizada pela violência em suas ações, sendo conhecida como “Novo Cangaço”.
Lindomar de Almeida tem oito mandados de prisão em aberto e estava foragido da Justiça desde 2004, quando fugiu do Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), o antigo Carumbé, em Cuiabá. Desde 2003, o assaltante é procurado pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil de Mato Grosso.
A Polícia Civil do Mato Grosso informou que o homem era procurado pela Polícia Federal e responde a mais de 20 inquéritos policiais GCCO. Ele ficou conhecido por diversos nomes fictícios, pois usava identidades falsas, o que dificultava sua localização e prisão, informa a polícia. A atuação do grupo criminoso do qual ele faz parte abrangia estados como Bahia, Ceará, Pará, Pernambuco e Mato Grosso.
A Polícia Civil também informa que a quadrilha era dividida em três partes, com atuações nos estados do Nordeste, outra no Centro-Oeste e estados do Sudeste do país, e uma última itinerante, que se locomovia de acordo com as ações a serem praticadas.
De acordo com o coordenador do Grupo de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras (Garcif), Daniel Pinheiro, o homem foi encontrado na Bahia em uma pousada com uma garota de programa após denúncia.
“A gente realizou algumas ações na Bahia visando identificar e prender alguns assaltantes a bancos. Durante algumas ações que a gente realizou em Feira de Santana, chegou a informação de que esse cidadão estaria em uma pousada com uma garota de programa. Nós realizamos uma abordagem e descobrimos que se tratava de um bandido procurado no Mato Grosso por diversos assaltos”, afirma Daniel Pinheiro.
De acordo com a Polícia Civil na Bahia, o homem tem mandado de prisão em aberto e deve ser transferido para o estado do Mato Grosso até o início da próxima semana. Enquanto isso, ele ficará custodiado em presídio da Bahia, que ainda não foi definido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário